Principais erros no fluxo de caixa

Quem investe na bolsa precisa declarar imposto de renda?
Quem investe na bolsa precisa declarar imposto de renda?
14 de abril de 2022
Carteira de Trabalho Digital: conheça as vantagens
Carteira de Trabalho Digital: conheça as vantagens
11 de maio de 2022

O fluxo de caixa é uma das principais ferramentas de uma empresa, pois permite analisar dados e verificar a saúde financeira do negócio, desde que seja gerenciado da maneira correta. Neste artigo trazemos os principais erros cometidos no fluxo de caixa para que você os conheça e saiba como evitá-los, continue a leitura.

Antes de mais, é preciso ressaltar a importância do fluxo de caixa. Através dele o empresário tem acesso a informações essenciais da empresa, além de poder planejar e promover ações relacionadas as movimentações financeiras no futuro. Por exemplo, ele permite ao gestor o conhecimento de excedentes ou mesmo da falta de caixa.

Ter essas informações atualizadas através de um bom fluxo de caixa, fará com que o planejamento e a gestão do negócio seja muito mais eficiente para as tomadas de decisões como a destinação de recursos, investimentos dentre outros.

Engana-se quem acredita que erros ou inconsistências no fluxo de caixa aconteçam apenas em pequenas empresas. Empresas já consolidadas também podem passar por problemas, e mesmo que não sejam de grandes proporções, devem ser corrigidos para evitar que se repitam.

Não conhecer ou não saber interpretar as informações

A falta de conhecimento técnico sobre os dados do fluxo de caixa é um dos maiores motivos que podem levar empresas a encerrarem suas atividades, principalmente nos primeiros anos de atuação. Não ter o devido conhecimento sobre as informações financeiras ou mesmo não saber lidar corretamente com elas, pode levar a erros nas tomadas de decisões que possam não condizer com a realidade da empresa e interferir em resultados a longo prazo.

Abaixo alguns indicadores que devem ser levados em conta:

  1. Evolução de custos fixos e variáveis — a sua apuração indica quanto a empresa deve produzir ou comercializar para cobrí-los e, ainda, obter a margem de lucro;
  2. Margem de contribuição — representa quanto a venda de produtos ou serviços contribuirá para que a empresa seja capaz de arcar com os custos e, posteriormente, gerar lucros;
  3. Ponto de equilíbrio — é a quantidade de receita mínima que a empresa deve atingir para cobrir os custos e pagar as despesas;
  4. Liquidez corrente — demonstra qual valor a empresa tem para receber em curto prazo se comparado com quanto precisa pagar no mesmo período.

Vendas a prazo

É comum no mercado nacional as empresas trabalharem com a possibilidade de pagamento por parte de seus clientes à prazo, ou melhor, de forma parcelada. Essa estratégia, apesar de poder fortalecer a relação com o cliente pode por outro lado, ser um problema, caso a estimativa de recebimento futuro seja tratada como uma garantia. Isso porque a possibilidade de inadimplência resultaria na perda de capital de giro, muitas vezes notada somente tarde demais.

Outro ponto fundamental é ter em consideração a data dos vencimentos, onde o ideal seria o recebimento ocorrer pelo menos dez dias antes do vencimento das contas da empresa, pois desta maneira é garantido o saldo para o pagamento de todas as despesas.

3 – Não lançar as movimentações financeiras

De nada adianta ter um fluxo de caixa, saber interpretá-lo para usá-lo em benefício da empresa, se os lançamentos não forem realizados. Aqui há de se ter em consideração cada centavo que entre ou saia do caixa, por mais irrelevante que possa parecer.

Deve-se ter em conta desde uma conta de energia até mesmo custos de taxas ou recolhimento de impostos, ou seja, toda e qualquer entrada ou saída de dinheiro em caixa, deve ser lançada no fluxo. Ademais, deve-se ter atenção inclusive à periodicidade dos lançamentos, para que estes possam estar condizentes com a realidade.

Misturar as finanças pessoais com a da empresa

Aqui talvez o erro mais comum no fluxo de caixa, misturar as contas pessoais com as da empresa, ou melhor, retirar dinheiro do caixa da empresa para despesas pessoais. Por mais simples que pareça, pagar uma conta pessoal, seja fatura de cartão de crédito ou mesmo retirar o dinheiro do caixa da empresa para pagar um almoço, pode gerar dentre outros prejuízos, problemas para o setor contábil, e até mesmo para a o cálculo da remuneração dos sócios.

Seja qual for o tamanho ou tempo de existência da sua empresa, o fluxo de caixa possui a mesma importância. Se você tem dúvidas a respeito, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar! https://psgcontabil.com.br

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Nós coletamos e processamos seus dados, conforme a LGPD e nossas Políticas, para prestar nossos serviços e permitir o funcionamento adequado deste site. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.